31 de julho de 2013

Estranho Viver




Arte do coração por Jon Marquette



 Na infinitude de minhas complexidades 
me encapei de luto 
menos o coração. 
Esse está cheio de nuances e tons diversos
para que sirva de esperança 
e que me banhe de cores 
e se transforme em luz 
que brilhe fortemente no fim do túnel. 
Movimento em luto. 
Respiro em cor.


 

13 de julho de 2013

Drenagem






Meus olhos estão pesados. 
Ainda há muita dor travando a visão. 
E existe muita dor de ocasiões que ainda virão 
à procura do globo ocular torto pelo peso. 
Fechar os olhos não resolve. 
Os lábios percebem-se secos 
porque toda umidade resolveu sair por um único canal 
Canal manchado 
(La Manche) 
de vermelho e branco 
castanho embaçado. 
Sobe como vapor 
E lateja minhas têmporas 
E pesa os olhos 
E pesa o coração 
E cansa o sorriso falso. 


5 de julho de 2013

Dama Melancólica


"Ela fica ali sentada 
bebendo vinho 
enquanto seu marido 
está no trabalho. 
ela considera 
de suma importância
que seus poemas 
sejam publicados 
nas pequenas 
revistas. 
possui dois 
ou três de pequenos 
volumes de sua poesia 
mimeografados. 
tem dois 
ou três filhos 
com idades que vão 
de 6 a 15. 
já não é mais 
a linda mulher 
que costumava ser. manda 
fotos em que aparece 
sentada sobre uma pedra 
junto ao oceano 
sozinha e condenada. 
podia ter estado com ela uma vez. me pergunto 
se ela acha que eu poderia salvá-la?" 

Charles Bukowski