13 de maio de 2014

Agora um poema...


Venha embora comigo no meio da noite
Venha embora comigo e eu te escreverei uma música
Venha embora comigo em um ônibus
Venha embora para onde eles não possam nos tentar com suas mentiras

E eu quero caminhar ao seu lado
Em um dia nublado
Em campos onde o capim amarelo cresce à altura dos joelhos
Então, você pode tentar vir comigo?

Venha embora comigo e nos beijaremos
No topo de uma montanha
Venha embora comigo e eu irei
Nunca deixar de te amar

E eu quero acordar com a chuva
Caindo no telhado de zinco
Enquanto eu estou segura em seus braços
Então tudo que eu peço é que você

Venha embora comigo no meio da noite
Que venha embora comigo


... que foi transformado em canção.