30 de junho de 2015

O dia em que encontrei um livro de poesia no ônibus*



Fonte: Tumblr


        Cheguei atrasada e com frio no ponto de ônibus. Na pressa de sair esqueci o celular e o casaco que havia separado pra ir pro trabalho. O dia estava cinza e pairava no ar algo triste, típico de um dia nublado. Assim que entrei no ônibus, meio sonolenta escolhi um assento perto da janela e ao me recostar percebi algo entre o assento e a janela do ônibus. Era uma espécie de caderno feito à mão. Suas folhas pardas eram costuradas com uma linha fina na cor azul. Na sua capa um desenho simples, aparentemente colegial, de uma criança com uma pipa na mão. Aos pés da criança estava escrito numa letra trêmula “Livro de Poesia”. Passei a ponta dos dedos sobre as letras e senti a profundidade das palavras escritas com a força de quem está aprendendo desenhar palavras.
         Abri a primeira folha e encontrei um pequeno texto com a provável intenção de prefácio. Li-o.

“Me encontraste. 
Me olhaste. 
Antes de continuar, 
desarma-te de tudo o que é mundano. 
Não deixa que ele te impeça de seguir(-me) adiante. 
O que vais encontrar? 
De tudo (que vivi) um pouco (de respiro*).

*respiro= cansei da palavra sentimento. Parece ter se tornado banal.”

          Respirei profundamente, já assustada com intensidade das palavras e de como elas me pegaram desprevenida. 
         A partir de então, com o passar das folhas, conheci relatos sobre uma vida laboriosa e humilde, de fé e de muitos enfrentamentos, descrito em poemas simples. Em um ou outro ainda podia se encontrar alguns rabiscos mostrando que ali também houve enfrentamentos de palavras. Cada palavra tinha um impacto profundo sobre mim. Ao fim encontrei um ultimo texto:

“Caminhaste ao meu lado, dividindo comigo o peso da existência.
Agora, carrega-me contigo aonde fores
para que contigo eu possa dividir o peso do viver e do respirar.
Ainda não sabes quem sou,
se homem ou mulher,
mais importa é saber que contigo estarei a partir de agora
em forma de palavras e de respiro.
Solta pipa
Respira, criança.
Vive.

        Uma lágrima caiu e rapidamente limpei-a. Meu ponto estava mais a frente e parecia que havia viajado outros tempos e galáxias. 
         Meu avô, escritor desde muito jovem, disse-me  antes de começar a ler a estória que viria a ser a minha preferida: “Se prepara que depois dessa estória você não será mais a mesma, menina. Se prepara.” Eu não entendia porque ele sempre insistia em dizer isso, mesmo repetindo a estória quase todas as noites. Então perguntei-o: “Avô, porque sempre me diz pra eu estar preparada pra essa estória se sempre a lê pra mim. Não tem como me mudar mais. Já a sei de cor.” Então meu avô respondeu: “ Se prepara, um dia você entenderá”. 
           Eu entendi.



_______________________________________________

* Este texto faz parte do Projeto Escrita Criativa

29 de junho de 2015

[Tag] 15 Coisas Estranhas Sobre Mim

A Leidiane, do blog O Castelo de Vidro pediu leia-se mandou encarecidamente que respondesse as perguntas da tag 15 Coisas Estranhas Sobre Mim. Então vamos lá: parafraseando Mickey Mouse



1. Qual apelido que apenas sua família te chama?
É o mesmo que boa parte das pessoas do meu convívio me chamam, Lu. Minha mãe me chamava de quiabin' das pontas quando eu era criança. Hoje as vezes ela me chama  de PriLu as vezes de LuPri, mas o que importa é ter saúde e amor no coração hsuahs

2. Qual hábito estranho você tem?
Quando minha mãe lava os copos e eu quero beber água eu tenho nojo de pegar nos copos molhados, mesmo estando limpos. De uma hora pra outra apareci com isso, mesmo não sendo de ter frescuras.

3. Você tem alguma fobia estranha?
Eu não sei se chega a ser fobia, mas tenho medo horrível de sapo, do tipo ficar tremendo e assustada por horas. 

4. Qual música você canta em voz alta?
Todas do Tiziano Ferro. Semana passada mesmo eu estava pra baixo o suficiente pra não querer conversar, mas não conseguia ficar sem cantar as musicas do Tiziano hsuahsuash eu não tenho um pingo de vergonha na cara, eu sei.

5. Qual mania dos outros mais te irrita?
Além da mania que as pessoas têm de se meterem onde não são chamadas (odeio gente curiosa), os tiques na mão da minha mãe às vezes me irrita porque quando ela está com as mãos encostadas em mim e acaba fazendo cócegas. haha

6. Quando você está nervosa, qual hábito você pratica?
Eu não gosto de conversar com ninguém (porque eu costumo cuspir maribondos) e ouço música. Quando estou nervosa de ansiosa não existe livro no mundo que me distraia, então eu tenho que assistir TV ou ver algum filme na internet pra poder me distrair.

7. Qual lado da cama você dorme?
Bom, minha cama é de solteiro. Mas quando meu quarto está muito frio (ele costuma ser um iglu) aí durmo no lado esquerdo da cama da minha mãe. O engraçado é que na cama da minha mãe eu não consigo dormir do lado direito e eu odeio coisas que ficam do lado esquerdo. Eu não faço um pingo de sentido.

8. Qual foi o seu primeiro bicho de pelúcia e qual o nome dele?
Eu tive alguns que ganhei juntos, mas só me lembro de um cachorro laranja, de veludo por fora, mas duro pra Ca&%$#. Ele não tinha nome.Eu adorava colocar ele do meu lado quando dormia, escorado em almofadas e quando estava muito frio não gostava de deixar ele descoberto mesmo sabendo que ele era só um bicho de pelúcia.

9. O que você sempre pede no Starbucks?
Eu nunca fui ao Starbucks. Mas está na minha lista pra minha próxima viagem.

10. Uma regra de beleza que você prega mas não pratica?
Se olhar no espelho e amar o que vê. Eu não gosto muito de me olhar no espelho. Mas tô tentando praticar.

11. Que lado você fica no chuveiro?
De frente pra torneira. Já tentei ficar de costa pra torneira mas me sinto como se estivesse nua em frente a uma platéia.

12. Você tem alguma habilidade estranha com seu corpo?
Não, porque derrubar e esbarrar em tudo não é habilidade. Habilidade seria o contrário.

13. Qual fast food você sempre come?
Eu não sou muito de comer fast food. Geralmente como quando vou em Sampa. Na ultima vez foi BK de Picanha e por enquanto esse é meu preferido hahaha e as batatas. Batata frita é sempre diva.

14. Qual frase de exclamação que você sempre fala?
Depende do susto hahaha na maioria é PQP! As vezes é Sênhoooorr! hsuahs

15. Na hora de dormir o que você realmente veste?
As vezes pijama, as vezes roupas que faço de pijama.


É isso. Eu não sou tããão estranha assim neh? hsuash
Bêjo

26 de junho de 2015

Fotografia: poesia provocativa


"Não quero muitas
E nem poucas palavras.
Não quero definições
E nem quero sentenças.
Quero apenas caminhar com sede
E ouvir-me silenciosamente,
Enquanto atravesso essa vida em tumulto,
Esse alarde,
Essa insana busca de tudo,
Para o nada que preciso.”
Aline Binns






24 de junho de 2015

[Tag] Liebster Awards


      Cheguei atrasada com esse post mas é que eu havia perdido o link e fiquei com vergonha de pedir pra Fernanda com medo dela me dar uns coques. =X
      Ele se trata da tag Liebster Award que recebi da Fernanda.


     Sobre as regras, tem tudo lá no blog oficial (em espanhol). Segue as respostas às perguntas da Fernanda.

1. Por que você decidiu fazer um blog?
Bom, no começo, eu dizia que queria deixar minha marca, fazer a minha parte. Mas hoje eu acho que o que eu queria era dizer algo, falar sobre o que eu penso pela melhor forma de me comunicar que encontrei até hoje que é a escrita. Acho que isso tem a ver com responsabilidade que é viver.
2. Quem você admira na blogsfera?
Eu admiro a Fernanda que me indicou. Além dos textos lindos e inspiradores, ela é engajada e persistente. Ela sempre tem alguma coisa pra dizer e posta sempre mesmo estando doente, ou cheia de trabalho. Eu não consigo postar com tanta freqüência, e me expressar tão bem quanto ela.
3. Em qual país gostaria de viver?
Itália. Amo o país e o idioma. e a culinária
4. Por que você acha que lhe indicaram ao Liebster Award?
Bom, não faço idéia. Talvez porque a Fernanda goste dele (o blog) ou o ache merecedor. O que importa é que fico sempre muito feliz quando lembram do meu bb.
5. Qual é o seu maior êxito?
Conseguir ir no show do Backstreet Boys *_______*
6. Qual é o seu maior fracasso?
Meu maior fracasso é quando termino o dia sem viver a experiência de ser EU.
7. Seu blog favorito.
Essa pergunta é difícil porque eu não tenho só um blog preferido, mas eu tenho vivido um caso de amor pelo Lomogracinha.
8. Sobre o que você gostaria de escrever mais no seu blog?
Não há um tema específico, só escrever mais.
9. Viajar, cozinhar ou cantar. Escolha uma e diga o por quê.
Não pode ser os três? Eu amo viajar, amo cozinhar e cantar é algo que está no meu sangue. Os três juntos parecem presente do gênio da lâmpada.
10. Deixe um conselho, um truque ou uma dica que seja uma das temáticas do seu blog ou um assunto de seu interesse.
Você não precisa ser um viciado em caderno como eu, só tenha um e escreva nele todos os dias. É a melhor coisa. E respire a vida lá fora.
11. Esperamos que você continue atualizando o seu blog. Sobre o que você irá falar nele?
Sobre tudo o que possa inspirar. Mas essa semana vou começar a postar sobre o Projeto Escrita Criativa.

É isso!

Abaixo os blogs que eu mais amo/sigo sempre que posso.


Aos blogs acima citados: vocês podem responder as perguntas que eu fizer, contar 11 fatos sobre vocês, os dois ou nenhum haha Fiquem a vontade! Eu escolhi fazer só as perguntas oficiais do prêmio, que são:

1. Por que você decidiu fazer um blog?
2. Quem você admira na blogsfera?
3. Em qual país gostaria de viver?
4. Por que você acha que lhe indicaram ao Liebster Award?
5. Qual é o seu maior êxito?
6. Qual é o seu maior fracasso?
7. Seu blog favorito.
8. Sobre o que você gostaria de escrever mais no seu blog?
9. Viajar, cozinhar ou cantar. Escolha uma e diga o por quê.
10. Deixe um conselho, um truque ou uma dica que seja uma das temáticas do seu blog ou um assunto de seu interesse.
11. Esperamos que você continue atualizando o seu blog. Sobre o que você irá falar nele?

Beijo

O Balé de Pássaros



"Meu irmão aceitou de ser a árvore daquele passarinho.
No estágio de ser essa árvore, meu irmão aprendeu de
sol, de céu e de lua mais do que na escola."
Manoel de Barros